• PDF
  • Imprimir

Saiba mais ainda sobre o Cais do Valongo/Cais da Imperatriz

  • Ter, 11 de Julho de 2017 20:31
  • Patrimônio Cultural da Humanidade - A Herança Africana.

    Apesar de já existir uma ordem do Vice-Rei, Marquês de Lavradio, desde 1779, o Cais do Valongo só foi construído, em 1811, pela Intendência Geral da Polícia da Corte da Cidade do Rio de Janeiro, com a finalidade de transferir da Rua Direita, atual 1º de Março, o desembarque e comércio de negros trazidos da África para serem escravizados.

    Com sua construção, intensificou-se o comércio e estima-se que mais de 500 mil negros passaram por lá, a maioria vindos do Congo e Angola, Centro-Oeste africano.

    Em 1843, com a chegada de Maria Cristina Maria de Bourbon, Princesa das Duas Sicílias, noiva do futuro Imperador D. Pedro II, o local sofreu sua primeira grande remodelação com o projeto suntuoso do arquiteto francês Grandjean de Montigny.

    Infelizmente, com as reformas urbanísticas do prefeito Pereira Passos, a área foi aterrada e as estátuas que ladeavam o Caís foram transferidas para o Jardim do Valongo, na rua Camerino (antiga rua da Imperatriz).

    imagem02-blog-ri-de-ajneiro-psdbcarioca

    Saiba mais ainda sobre o Cais do Valongo/Cais da Imperatriz

    Adicionar comentário