• PDF
  • Imprimir

Chega de incompetência e promessas!

  • Qua, 13 de Fevereiro de 2019 16:57
  • chega-de-incompetencia-lurdinha-henriques

    Não precisamos que cuidem de nós. Precisamos de que governem com decência.

    Surpresas de verão: temporais com enchentes, desabamentos, ventos, árvores que caem e ficam abandonadas na rua (possivelmente, pela poda incompetente), ciclovias que desabam. E sua consequência macabra: mortes. Questões que se repetem indefinidamente, sem que o poder público consiga se antecipar a fatos mais do que previsíveis. As obras grandiosas, recursos gigantescos para dar mídia e fazer o nome do ocupante da cadeira, de preferência bem mais próximo da eleição seguinte, se sucedem e a manutenção, recuperação, prevenção vão sendo adiadas indefinidamente e quem paga a conta dessa ação é a população. Que corre o risco de ver pedras rolar sobre sua cabeça, terra desabar sobre sua casa, águas afogarem seu transporte e arrastar os incautos que as enfrentam, fios desencapados caídos nas vias levarem sua vida num choque. Ou estar numa ciclovia que a joga no mar ao desabar. Águas também podem invadir as escolas e inviabilizar o funcionamento de hospitais. E por aí vai.

    Este ano temos uma novidade. Ou nem tão novidade. Afinal, um acidente terrível infelicitou o desfile de escolas de samba do último ano. Vexame internacional. A surpresa mais atual do poder público municipal foi que o Sambódromo não tem segurança para os desfiles de escolas de samba daqui a pouco mais de 15 dias. Como assim? O maior evento do Rio de Janeiro, com repercussão no mundo todo, não tem segurança no seu espaço?

    Somando tudo isso, dá vontade de mandar prender quem tem irresponsabilidade tamanha com população local e visitantes, que vêm aqui para se divertir, e, simultaneamente, impulsionam a economia, possibilitam a muitos aumento de renda, geram empregos e dão a possibilidade de nossa imagem se fortalecer no exterior. Quanto descaso ainda teremos de aguentar?

    Mas não devemos esquecer: em 2020, os que nos abandonam nas necessidades mais básicas tentarão mentir mais uma vez e "cuidar das pessoas" ou "cuidar da cidade", prorrogando, por mais 4 anos, esse mesmo jeitinho que tanta tristeza e infelicidade nos tem trazido. Dá um tempo, Crivella!

    Chega de incompetência e promessas!

    Adicionar comentário